Tanure vira alvo de notícia-crime em meio à disputa pelo controle da Alliar

Por João Paulo Saconi — O Globo

A gestora ativista Esh Capital, de Vladimir Timerman, abriu uma notícia-crime contra Nelson Tanure no Ministério Público de São Paulo em meio à disputa pelo controle da Alliar, empresa de medicina diagnóstica atualmente controlada por Tanure.

A Esh pede que a promotoria investigue Tanure pela prática conhecida como “insider trading” (uso de informações privilegiadas, ainda não divulgadas ao mercado, com o objetivo de obter lucros de maneira irregular). A solicitação faz eco a questionamentos do grupo de sócios minoritários da empresa: Timerman, desde que o negócio foi fechado, afirma que a transação é lesiva a essa parcela de sócios e
questiona a legalidade dela.

Na mesma queixa, a Esh de Timerman solicita que o MP paulista colha depoimento de Tanure e, caso considere necessário, busque aplicar medidas cautelares contra o dono da MAM Asset Management (como suspender a participação dele em atividades financeiras).

Apesar da tensão, na segunda-feira, a Alliar informou publicamente que o negócio com Tanure atende às condições pré-estabelecidas e será consumado em cinco dias úteis.

ANBIMA - Gestao de Recursos Permanente
A ESH Capital não comercializa nem distribui cotas de fundos de investimentos ou qualquer outro ativo financeiro. As informações divulgadas neste relatório têm caráter meramente informativo. A ESG Capital não se responsabiliza por erros ou omissões no conteúdo das informações divulgadas. Leia atentamente o prospecto e o regulamento antes de efetuar qualquer decisão de investimento. Visando o atendimento ao exigido pela Lei no 9.613/98, quando do ingresso no fundo, cada cotista deverá nos fornecer cópias de seus documentos de identificação entre outros documentos cadastrais. Este fundo utiliza estratégias com derivativos como parte integrante de sua política de investimento. Tais estratégias, da forma como são adotadas, podem resultar em significativas perdas patrimoniais para seus cotistas. Os investimentos em fundos não são garantidos pelo administrador do fundo, gestor da carteira, de qualquer mecanismo de seguro o u, ainda, pelo Fundo Garantidor de Crédito – FGC. A rentabilidade obtida no passado não é garantia de rentabilidade futura. Não há garantia de que este fundo terá o tratamento tributário para fundos de longo prazo.
Close Bitnami banner
Bitnami